Bolsonaro anuncia o fim Ministério do Trabalho

No dia 07/11/2018 o novo presidente do Brasil anunciou o fim do Ministério do Trabalho disse que o Ministério do trabalho será incorporado em outro ministério, essas são as palavras do presidente Bolsonaro ele não quis dar muitos detalhes dessa transação.

A pasta também é responsável por realizar a fiscalização dos postos de trabalho; participar da elaboração de políticas salariais e de desenvolvimento profissional, criado em 26/09/1930, no governo de Getúlio Vargas.

O ministério do trabalho é responsável por elaborar políticas e diretrizes para a geração de emprego e renda, além da modernização das relações de trabalho.

Ele se uniu ao Ministério da Previdência, através da medida provisória nº 692/2015 e partir daí, tornou-se Ministério do Trabalho e Previdência Social, e agora funcionará de uma forma diferente, pode ver que durante a campanha, Bolsonaro criticou o enfrentamento ao trabalho escravo, fornecendo dados equivocados sobre a fiscalização. Disse que qualquer irregularidade trabalhista configura o crime e não a omissão do empregador em garantir um mínimo de dignidade.

É necessário combater a corrupção no ministério, o que ficou evidente nas diferentes etapas da Operação Registro Espúrio, que mostrou uma máfia na facilitação de registros sindicais. Mas isso não significa jogar o bebê fora com a água do banho.

Chegou a citar, mais de uma vez, que quando uma trabalhadora grávida é exposta à aplicação de agrotóxicos, os fiscais consideram o caso como escravidão – o que não procede. De acordo com a área de fiscalização do Ministério do Trabalho, um caso como esse não configura trabalho análogo ao de escravo.
Está super certo oque o presidente anunciou pois foram diversos anos de roubalheiras do PT e agora ele vai tentar fazer o máximo para diferencial para colocar o Brasil no eixo.

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *